Morreu?

20:53 Renata Kawane 2 Comments

                                         Ao som Katy Perry - Wide Awake

Na aula de hoje, meu professor fez uma questão a classe: 'Homens, já contei a vocês como conquistar uma mulher?'
Exatamente 15:00, já esperava uma piada machista, ou qualquer coisa derivada, mas resolvi prestar atenção nos tais comentários.

E começava mais ou menos assim:
" Os homens tem a ideia idiota, de convidar as mulheres para fazer o que? Comer um lanche! Isso é pra acabar! E se não é isso, é cinema, e vocês não tem nem a capacidade de escolher, deixam pra ver tudo em cima da hora.
Mulheres querem ser convidadas a fazer algo, então não vá falando ''Tá afim de ir aonde?''
Convida ela para ir num restaurante, busque ela em casa, abra a porta do carro.
Ela sempre na frente, pois se ela cair você está atras para segura-lá.
Se estiverem andando, coloque ele andando sempre perto dos muros. Porque? Porque ela estará segura, de um lado, o muro, de outro você, que se precisar ira defende-la.
Se arrume para encontra-lá, não vá com camisa de time e bermudão, elogie ela, demonstre interesse pelo o que ela fala.
Mande sms pra ela, ligue. Seja bem humorado, ela vai estar testando você! Mulheres estão testando sempre você, se você não levar as coisas com bom humor, ela saberá que você não serve pra ela (....)"

Percebi que ele estava comentando como age um homem, e não havia segredos, ou táticas da arte da sedução. Nesse momento que me dei conta que os homens, não estão sendo homens. 
Na sociedade atual, mulheres são independentes, fazem e desfazem, mas continuam sendo mulheres e homens continuam sendo homens. 

E foi aí que eu comecei a pensar: Aonde estão os homens de verdade? 


                                                                                                                                                     Morreu?

2 comentários:

Shuzy disse...

São aulas desse tipo que muitos homens estão precisando...

Barthes disse...

Esses aprendizados são de toda uma vida.Uns estão mais avançados,outros,sequer se preocupam em começar a aprender...
Mas,considero a crítica procedente.